quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Frango com Molho Teriyaki Caseiro

Olá!

Hoje faço uma pequena pausa nas receitas da minha avó e postar um prato que fiz dias atrás (mas só agora consegui vir aqui postar). É bem comum aqui na Nova Zelândia, qualquer praça de alimentação, rua, restaurante oriental que passo por aqui tem pra vender. Essa receita eu aprendi nesse site aqui e apresento a minha versão traduzida:

Frango Teriyaki
 
Para quem não conhece, teriyaki é um molhinho adocicado, espesso e muuuuuuuuuuuuito saboroso para quem gosta da combinação agridoce. E vamos à receita:

Ingredientes:
500gr de sobrecoxa de frango sem pele e sem osso
2 colheres de sopa de molho de soja (shoyo)
2 colheres de sopa de mirin (tempero japonês adocicado)
2 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de gengibre em pó
(ou 1 fatia de gengibre fresco, eu não tinha)
Sal e Pimenta do reino a gosto
1 colher de sopa de óleo de gergelim
(ou qualquer outro natualmente saborizado como amendoim, cártamo ou semente de uva)
Cebolinha ou gergelim para finalização (opcional)
1 copo de arroz já cozido e temperado como de costume 

Preparando...

1. Coloque o frango numa bacia/tigela e acrescente os ingredientes do molho teriyaki para "marinar" o frango, misturando bem antes de colocar o próximo ingrediente:
Primeiro adicionei o molho de soja e misturei;

Depois o mirin e mexi bem;

O mel até que todos os pedaços tivessem envolvidos;

O gengibre em pó;

2. Quando todos os ingredientes já tiverem sido adicionados e tudo estiver bem homogêneo, leve para a geladeira por 1h para marinar.

Ficou assim após o tempo de molho. A carne "pegou" tão bem os temperos que até mudou de cor, heheheh

3. Retire apenas o frango (reserve o molho teriyaki da marinada) e leve para a panela para "fritar" em fogo médio. Preocupe-se mais em selar a carne nos seus próprios sucos do que cozinhá-la propriamente;

4. Depois de uns 3 a 5 minutos em fogo médio, as sobrecoxas ficam assim: douradas, coradas e sem líquidos na panela;

5. Agora é a hora que o frango vai de fato cozinhar e ficar beeeem macio. Junte o molho da marinada, se precisar acrescente um pouco de água fervendo até cobrir a carne. Acerte o sal e a pimenta, tampe a panela e deixe cozinhar até a carne ficar bem macia. Se o molho ainda estiver muito líquido, aumente o fogo, abra a panela, deixe reduzir até que fique um caldo espesso.

6. Quando chegar ao ponto em que a carne estiver macia e o molho espesso seu frango teriyaki estará pronto! Só tirar da panela, fatiar, levar pro prato e cobrir com o molho! Servi com arroz que cozinhei com meu tempero caseiro, cenoura ralada, um tiquinho de sal, quinoa e cúrcuma (ou açafrão-da-perna) e salpiquei gergelim por cima do frango que dá um sabor e uma crocância toda especial! Olha o resultado final, como fica entre as fatias:
Nada mais a declarar senão.... huuuuuummmmmmmmmmmmmm

OBSERVAÇÕES:
* Na receita original constam também 2 colheres de sopa de sake. Como tudo o que cozinhamos aqui em casa todos comem, inclusive o David de 3 anos e meio de idade, "pulei" essa parte da receita e não senti diferença no sabor em relação aos pratos que como nos restaurantes daqui (mas se quiser é só acrescentar junto com os outros ingredientes na marinada);

* Principalmente por ter criança em formação do paladar aqui em casa, tenho um cuidado maior com a escolha do molho de soja, que não contenha muito sal ou corantes. Se puder, fique atento aos ingredientes que compõe o seu molho antes de oferer esse prato aos pequenos;

* O mirin pode ser comprado em casas de produtos orientais, japoneses ou mercados municipais (mercadões). Aqui eu comprei o vidro com 300ml e dura um monte, aqui não paguei caro (menos de 5 dólares), mas como no Brasil os preços são outros... de qualquer forma não se assuste, ao contrário, recomendo fortemente a compra porque dura bastante e esse sim faz diferença no sabor da receita;

* Por se tratar de um prato mais condimentado, inclusive pela presença do mirin e do shoyo, recomendo esse prato para maiores de 18 meses, mas se vale a experiência, o David aqui só experimentou depois dos 3 anos de idade.

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ahhh, se você gostou do post, recomende no google+, compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

sábado, 21 de novembro de 2015

Bolo de Cenoura - Receitas de vó Nair #3

Olá!

A saga por comidas saborosas e com cheirinho de saudades continua! Hoje mais uma receita da minha avó Nair que não pode faltar no lanche das crianças, num piquenique ou num café da tarde!

Bolo de Cenoura - Receitas de vó Nair #3
Como sempre, eu fiz algumas alterações na receita, mas nada que mude a essência e a gostosura do bolo, fica como a minha releitura da delícia que minha avó faz!
Ingredientes
Para o bolo:

1/2 xícara de óleo (usei de coco)
3 cenouras médias (usei 250gr)
4 ovos
2 xícaras de açúcar (usei 1 xícara de açúcar mascavo)
2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de sopa de gotas de chocolate (usei chocolate amargo 70% cacau, não tinha na receita da minha avó)
1 colher de sopa fermento químico em pó

Para a calda:
1 colher de sopa de manteiga (usei manteiga clarificada - ghee)
3 colheres de sopa de chocolate em pó (usei 2 colheres de sopa de cacau em pó)
1 xícara de açúcar (usei açúcar mascavo)
1/2 copo de leite (usei 100ml de leite semi-desnatado gelado)

Preparando...

O Bolo
1. No liquidificador (ou equivalente) bata as cenouras cortadas em rodelas grossas, os ovos, o óleo e o açúcar até ficar um creme aguado, alaranjado e uniforme;
 2. Peneire a farinha e junte o líquido do liquidificador;
3. Misture até ficar um creme espesso de uma só cor;


4. Adicione as gotas de chocolate e o fermento em pó e misture bem;
5. Unte a assadeira com manteiga (ou óleo de coco como eu), polvilhe o mesmo chocolate da cobertura (ou cacau em pó como no meu caso), despeje a massa e leve ao forno médio (180º) por volta de 40 minutos ou até espetar um palito e sair limpo.

Quando o bolo estiver assado, retire-o do forno para ir esfriando e faça a cobertura:

1. Em fogo baixo, coloque todos os ingredientes, mexa até borbulhar e ser possível ver o fundo da panela (ponto de brigadeiro mole);

2. Quando o bolo estiver frio desenforme, despeje a calda morna/quente e sirva!

O resultado é esse aqui:

Hummmmmmmmmmmmmmmmmm

Olha como foi a mesa do café:

Vamos às OBSERVAÇÕES:

* Essa receita faz parte da "playlist" em homenagem ao aniversário da minha avó linda, Nair. Não sabe do que estou falando? Leia esse post aqui. #receitadevó #nair

* Por conter farinha branca e açúcar (ainda que mascavo) recomendo essa receita sem as gotas de chocolate e sem cobertura para maiores de 12 meses.

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende no google+, compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Bolo de Laranja - Receitas de vó Nair #2

Olá!

Continuando a nossa visita ao caderno de receitas da minha avó Nair (falei sobre e o porquê dessa história aqui) hoje trago daquelas receitas boas pra tomar com uma xícara de chá, um café... hummm

Bolo de Laranja - Receitas de vó Nair #2
 Ingredientes 

Para o bolo: 

1 laranja média (com casca e sem sementes)
1 xícara de chá de óleo vegetal (eu usei de girassol)
4 ovos
2 xícaras de chá de açúcar (eu usei 1 só e mascavo)
2 xícaras de farinha (eu usei de aveia)
1 colher de sopa de fermento químico em pó

Para a calda:
Suco de 3 laranjas

Preparando...

1. Corte a laranja em 4 pedaços, retire a parte branca e as sementes que deixam o gosto mais amargo da fruta;

2. No liquidificador misture os ovos, o açúcar e os pedaços de laranja até ficar homogêneo;

3. Num bowl misture (à mão mesmo, com um fuet/batedor de arames) a farinha e o fermento e junte o conteúdo batido do liquidificador;
4. Coloque numa fôrma untada e enfarinhada (se não for de silicone), leve ao forno pré-aquecido a 180º C por 20 minutos ou até que se possa espetar um palito e sair limpo.

Enquanto o bolo assa... vamos à "super" difícil (só que não) calda:

1. Coloque o suco das laranjas numa panela, aqueça em fogo baixo até reduzir;
2. Após o bolo assado (e frio), com a ajuda de um palito de churrasco ou um garfo, faça furos no bolo e despeje a calda!
Pra dar um gostinho a mais, ralei as cascas das laranjas (até aparecer a parte branca da fruta), cozinhei junto com o suco na panela e depois derramei sobre o bolo.
Ficou lindo, fofo, brilhante e muuuuuuuuuuuuuuito delicioso!

OBSERVAÇÕES:

1. Essa receita faz parte da "playlist" em homenagem ao aniversário da minha avó linda, Nair. #receitadevó #nair

2. Por se tratar de uma receita que vai açúcar (ainda que pouco), indico para maiores de 12 meses;

3. Caso queira a calda mais "grudenta", acrescente uma colher de sopa de melado ou açúcar mascavo! Hummmm

E por hoje é isso! 

Abraço, 

Dani 

Ohhh, se você gostou do post, recomende no google+, compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Manjar Branco - Receitas de vó Nair #1

Olá!


Conforme anunciei neste post aqui, hoje trouxe uma receita que minha avó faz muito, é deliciosa para aqueles dias que não estamos pensando na balança!

Manjar Branco - Receitas de vó Nair


Preciso esclarecer que a minha avó sempre faz a calda de ameixa preta, mas aqui em casa a preferência é por calda de morangos... então fica sendo esse o meu toque pessoal a receita original.

Ingredientes
Para o manjar:

300ml de leite condensado
(eu faço em casa, então não sei a medida em lata, perdoe)
750ml de leite
(uso o semi-desnatado)
200ml de leite de coco
(também faço em casa com coco fresco)
1 xícara de chá de fécula de batata
(pode substituir por amido de milho se encontrar não transgênico)

Para a calda (esqueci de fotografar):

1 xícara de chá de açúcar demerara
1 xícara de morangos
(usei congelados)

Preparando...

1. Dissolva a fécula de batata em um pouco de leite até ficar como a segunda foto, sem grumos;

2. Coloque em uma panela o leite, leite condensado, leite de coco e a fécula dissolvida. Leve em fogo médio-baixo mexendo sempre até virar um mingau consistente (mas não muito duro);

3. Com um papel toalha unte uma forma com manteiga ou óleo (usei de coco), despeje o creme da panela e leve à geladeira por no mínimo 4 horas (eu deixei a noite inteira). Mesmo a minha fôrma sendo de silicone, preferi passar um pouco de óleo já que as únicas fontes de gordura são o leite e o leite condensado (vai que gruda, né...). Mas olha, o "untar" é apenas com óleo, essa receita não vai farinha (além da fécula de batata) em momento nenhum, ok?

O rendimento total desta receita é esse aqui: uma fôrma com furo central pequena (repare no prato para bolos convencional para ver a proporção) e 6 forminhas de muffin.

Quando colocar o manjar pra gelar, hora de fazer a calda:

1. Coloque todos (os dois) ingredientes na panela e deixe cozinhar em fogo baixo mexendo de vez em quando até o ponto desejado (quanto mais cozinhar menos pedacinhos terá);

2. Quando de chegar no ponto que você mais gosta da calda, deixe-a esfriar, coloque em um recipiente e leve para a geladeira (ela precisará estar bem fria para ser colocada no manjar);

No dia seguinte (ou após 4 horas de geladeira)... momentos de tensão na sua casa... hora de desenformar e tchana-na-nan!!!
Ficou lindão, firme, delícia!
Aí é só cobrir com a calda e se esforçar muito para não comer tudo de uma só vez!!!

Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmm!!!!

OBSERVAÇÕES:

1. Essa receita faz parte da "playlist" em homenagem ao aniversário da minha avó linda, Nair. #receitadevó #nair

2. Por se tratar de uma receita que vai leite condensado, não indico para crianças pequenas (ao contrário, as bem maiores que os pequenos de 3 anos de idade como o meu David);

3. Essa calda é maravilhosa e pode ser usada em muitas outras preparações como misturada a iogurte natural sem sabor, calda para panquecas americanas ou as tradicionais panquecas finas enroladinhas brasileiras... tem post aqui, aquiaqui e aqui no blog em que dá pra usar e ser muito feliz!

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende no google+, compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

terça-feira, 28 de julho de 2015

Cardápio Semanal da Família

Olá!

Estava aqui preparando o cardápio aqui de casa desta semana quando me deparei de algo incrível, impossível, inimaginável... Não coloco um cardápio aqui desde 2013!!! Para tudooooooooooooo, não acredito nisso!

Bom, sem mais delongas... segue o que teremos nas refeições aqui de casa:
Clique na imagem para ampliar, aperte Ctrl+P para imprimir

Como faz muito tempo que não posto aqui deixa eu explicar novamente alguns motivos desses cardápios:

* Poupa tempo e dinheiro nas compras;
* Diminui o desperdício;
* Permite uma variação maior nas refeições porque são programadas.

Quer saber mais sobre os cardápios? É só clicar aqui que há vários posts falando a respeito.

Lembrando que aqui no blog faz um bom tempo que não posto os cardápios, mas na Fan Page no Facebook tem bem mais opções inclusive mais atuais em que o David come em geral a mesma comida que eu e o pai.

Se tiver dúvidas de como fazer alguma receita ou quiser aprender combinações que apresento aqui no blog, papinhas que fiz pro David no período de introdução alimentar... tenho no Youtube algumas receitas (pretendo melhorar isso e voltar a postar) conheça aqui!

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende no google+, compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Novidades à vista!!! E outras já aqui!

Olá!

Que coisa feia você deve estar pensando, né... 4 meses sem uma postagem... isso porque a pessoa é jornalista... Mas calma, calma... Essa demora toda é porque tem muuuuuuuuuitas novidades!!! Vamos a um "recaptulando..." 

Mês de Abril

Visita da minha família do Brasil aqui em Auckland conosco:

Cornwall Park - Auckland
Cathedral Cove - Coromandel
Olha a pose do guri saindo para viajar...
Ocean Beach - Whangarei
A família
Comendo... bom demais!!!
David "conferindo" as opções de diversão dos lugares.. lol
Nós aproveitando para relembrar como é sair "só adultos"... lol
Brincando com a vovó e a Biza
Foram 2 saídas "em casal", mas que valeram muito a pena!!!
O último dia...
Foi um mês muito bom com elas aqui, pude conversar muito com a minha avó, matar muitas saudades... Claro que essas são apenas algumas fotos, houve muitos mais momentos, muitas lembranças... e é que venham outras férias!!!

Mês de Maio

Esse foi o mês "dos meninos" aqui de casa!

Para o aniversário do papai fomos até Rotorua, ficamos uns dias lá... foi muito bacana! Olha algumas fotos:

As "piscinas" de enxofre 
O cheiro do lugar, no início, é bem incômodo (enxofre) já que a presença vulcânia é bem intensa, mas o visual compensa muito!!!
Olha a cor verde da piscina ao fundo...



Uma passadinha por Hobbiton...
E uma semana depois... aniversário de 3 anos do David!!!











Pra quem não sabe, acho que nunca tive a oportunidade de comentar aqui, mas o David é apaixonado por aviões, trêns e carros. Ano passado planejamos fazer de carros, mas tínhamos acabado de nos mudar de Queenstown, o dinheiro não deu... aí esse ano ficamos meio receosos da decepção do ano passado, rumamos para vôos mais altos... e não é que deu tudo mais do que certo? A casa estava cheia de gente boa, querida, que nos deseja e nós desejamos o melhor! Não poderia ser mais feliz e grata pelas pessoas queridas que temos ao nosso redor!

E aí veio Junho

Junho... ahhh, junho... mês de pagar todas as contas da bagunça dos meses anteriores. Tempo de parar, repensar, reavaliar, reorganizar, replanejar... tomar algumas atitudes... Não tem fotos porque foi um mês que ficamos mais quietos, eu sem muita inspiração pra vir aqui (confesso). Mas nem de longe foi um mês pra tristeza!

Quando a gente precisa se recolher, se permite fazer isso e é praticante da Palavra de Deus (ou pelo menos se esforça muito pra fazer o que o Senhor nos pede), além de toda a reflexão, de tudo o que melhoramos internamente, é tão o bom ver o trabalhar Dele, ver concretamente o quanto não estamos sozinhos ou desamparados. Literalmente a benção veio e bateu a nossa porta... mas isso é assunto pra mais tarde. Daqui uns meses volto a falar nisso.

Por hora, continuamos... e chegamos em Julho!!!

Para quem não sabe, dia 30/06 é aniversário da minha linda avó. Acho que já deu pra notar, eu sou completamente apaixonada pela minha avó! Tanto pela distância quanto pelo tempo e custo de enviar um bom presente, a forma que encontrei de homenageá-la foi aqui, através de um dos legados que ela meu deu (continua dando): a culinária!!!
Então, a partir do próximo post e em vários outros (tantos quantos eu puder) farei uma série de pratos que minha avó me ensinou e outros tantos que cresci vendo como se faz e comendo! Como sempre, com passo-a-passo e receitas!!!

E aí? Quer mais novidades? Tem sim senhor!!! Há alguns meses venho recebendo mensagens do pessoal que não fala/lê português sobre a tradução "direta" do google e não tem ajudado o pessoal... então tchanam! Eis que lhes apresento o Dad and Mom's Life! Claro que vai ficar mais corrido porque agora farei 2 vezes o mesmo post, mas acho que assim fica mais organizado e terei mais liberdade em escrever sem me preocupar com a versão que o Google fará para quem precisa do blog!!!

E é isso, pessoal!!!

Abraços, obrigada pelo tempo, pela paciência, pelas mensagens... e desculpem o post enorme! (Mas até que para 4 meses tá até pequeno, vai... hihihihih)

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende no google+, compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!