quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Bolo de melancia

Olá!!!

Hoje trago a vocês uma combinação inusitada mas absolutamente deliciosa!!!


Bolo de Melancia!!!

A história é a seguinte: eu tinha um final de melancia em casa que já estava bem madura, mas como tem feito dias muito feios e "fresquinhos" por aqui, o David não estava com vontade da fruta in natura, mas ele é doido por bolo... então resolvi juntar tudo, mais uns ingredientes e não é que ficou uma delícia e super fofinho?
Ingredientes 
3 ovos ligeiramente batidos (com o garfo)
170gr de iogurte integral natural (sem açúcar e sem sabor)
1/2 xícara de óleo (eu usei de girassol)
1 xícara de farinha de trigo branca
1/2 xícara de farinha de trigo integral
1/2 xícara de farinha de aveia
1/2 xícara de açúcar (eu usei mascavo)
2 fatias de melancia de uns 2cm de espessura picada
(o tamanho dos pedaços vai depender se você quer que os pedaços apareçam no bolo, que foi o meu caso)

Preparando...
1. Misture as farinhas num bowl até que sejam "apenas uma farinha";
2. Acrescente os outros ingredientes exceto a melancia e o fermento até que fique uma massa homogênea;
3. Junte a melancia, mexa, o fermento e mexa bem, se possível com um fuet para entrar mais ar na massa e assim o bolo ficará mais fofo;
4. Pré-aqueça o forno a 180ºC e coloque a massa em uma fôrma grande para bolos ou em forminhas de cupcake (as minhas forminhas são de silicone então não preciso untar, mas se as suas não são unte com manteiga e polvilhe farinha, ok?);
5. Leve ao forno por 15 minutos ou até que se espete um palito e saia limpo;
6. Retire do forno, desenforme e sirva!!!

OBSERVAÇÕES:

1. Essa receita pode ser consumida quente com uma bola de sorvete de creme por exemplo ou fria com um suco, fica uma delícia!
2. O bolo pode ser assado em qualquer assadeira de metal ou silicone, de qualquer tamanho, eu prefiro as pequenas de cupcake porque fica mais fácil do David pegar quando quiser!
3. O rendimento foram de 18 "bolinhos" e duram de 3 a 4 dias fora da geladeira.
3. Como esta receita vai apenas 1/2 xícara de açúcar, o sabor é bem suave. Se gostar de alimentos mais açucarados, aumente a quantidade de açúcar ou faça uma calda (melancia, chocolate, creme de confeiteiro...) e despeje ainda quente sobre os bolinhos.
4. Esse bolo é recomendado para maiores de 12 meses por causa do açúcar, ainda que eu use o mascavo não recomendo para menores dessa idade (na verdade, não recomendo para menores de 2 anos de idade, mas vai da criação que você tem aí na sua casa).
5. Esse bolo não pode ser consumido por intolerantes a lactose ou celíacos porque contém iogurte e farinhas.


Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Caldo de Carne Caseiro

Olá!


Hoje vim compartilhar com vocês uma receita coringa, daquelas que são muito boas de se usar em casa, dá aquele upgrade na preparação de vários pratos, salva na hora da correria... mas é péssimo se usar aquelas versões de pacotinhos e potinhos à venda nos supermercados.

Caldo de Carne Caseiro!!!!

Assim mesmo nessas forminhas de gelo que foram para o freezer e dele vão direto para a panela: congelados! Quer coisa mais prática?

E vamos à receita:

Ingredientes
500gr de músculo ou carne fibrosa equivalente picada
(precisa ser para não sumir mesmo cozinhando por muito tempo)
2 cebolas pequenas cortadas em pedaços grandes
2 cenouras pequenas cortadas em pedaços grandes
1 talo de salsão picado
1 talo de alho poró picado
1 folha de louro (eu usei desidratado)
5 dentes de alho (a seu gosto)
4 talos de cebolinha picada
1 galho de manjericão(só as folhas)
5 ramos de salsinha picada
1 tomate sem pele e sem semente cortado em cubos grandes
(não apareceu na imagem abaixo porque quando eu tirei a foto o tomate ainda estava na água quente para eu tirar a pele)
Água para o cozimento em quantidade necessária
Sal a gosto

Preparando...
1. Doure a carne numa panela grande sem óleo ou nenhum tipo de gordura, a própria carne soltará o suficiente para não grudar. O "marrom" que ficar na panela ajudará no sabor do caldo, então não retire;
2. Quando a maior parte dos cubos de carne estiver selada (dourada por fora mas ainda crua por dentro) coloque água até cobrir, mantenha em fogo alto até ferver;
3. Quando levantar fervura, abaixe o fogo e com uma peneira ou escumadeira retire a espuma branca que ficará na superfície, essa é a gordura da carne está se desprendendo pelo cozimento;
4. Quando a espuma esbranquiçada tiver sido toda retirada, acrescente os legumes, realce o sabor com sal a seu gosto e adicione mais água (se for fervendo melhor) até cobrir. Deixe a panela semi-tampada em fogo baixo até que esteja tudo bem cozido e macio (aqui foram umas 2 horas no fogo);
5. Após o cozimento, leve ao liquidificador todo o conteúdo da panela (carne, vegetais e água) e bata até ficar homogêneo (se o copo do seu liquidificador for de plástico, espere esfriar para liquidificar);
6. Acomode em cubos de gelo, potes pequenos ou o que você tenha em casa que possa ir ao freezer e que possa facilmente ser retirado em pequenas porções na hora do uso!
Voilà!

E é isso gente! Agradeço os emails lindos e carinhosos que recebi sobre o meu "sumiço" e peço que perdoem a demora em postar coisas novas, como respondi por mensagem, muitas coisas andaram acontecendo nessas nossas vidas de papai e mamãe (estou me referindo especificamente a do Tadashi - o marido -  e a minha), muitas coisas boas - a maioria graças a Deus - e outras nem tanto... mas o saldo está para lá de positivo! O "problema" de tanta agitação é que pegar o computador fica lá no fim da fila de prioridades. Afinal, bom mesmo é viver!

Mas prometo que volto com um post bem grande cheio de fotos com algumas das novidades nesses últimos meses, o David está cada dia mais lindo, maior, mais fofo, mais esperto... e nós acompanhando tudo cada dia mais apaixonados e mais babões!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Bolo de maçã e iogurte

Olá!


Hoje trouxe uma receitinha boa para café da manhã, lanche da tarde, picnic... só não é boa mesmo para quem não fizer!

Bolo de maçã e iogurte!

 Essa receita é uma daquelas minhas mirabolanças culinárias, por isso não coloquei a fonte (que sou eu)... e vamos a receita!

Ingredientes
3 ovos (gemas e claras separadas)
1/4 de xícara de óleo de coco
1 e 1/2 xícara de açúcar mascavo
1 maçã picada com casca
(como eu usei maçãs orgânicas elas eram bem pequenas - repare que as maçãs são quase do tamanho dos ovos - então coloquei 2 unidades)
1/2 xícara de iogurte natural integral sem sabor
(não está na imagem porque tinha colocado no potinho azul e o Mr. Arthur David pegou e comeu sem que eu percebesse na hora de tirar a foto)
1 xícara de farinha de trigo integral
1 xícara de farinha de trigo branca
1 colher de sopa de fermento em pó

Preparando...
1. Bata as claras em neve e reserve. Para ficar bem firme, acrescente uma pitada de sal;
2. No copo do liqüidificador junte as gemas, o óleo, o açúcar, o iogurte e a maçã picada com casca;

3. Num recipiente que possa ir a batedeira (mas se preferir pode bater na mão mesmo), misture as farinhas e os líqüidos que estavam no liqüidificador;

4. Quando os ingredientes estiverem bem misturados (homogêneo), ficará uma massa mais grossa, o ponto será quando as claras forem adicionadas e unidas aos outros ingredientes. Para que as claras em neve façam seu efeito de deixar o bolo aerado, mexa delicadamente de baixo para cima, com calma e suavidade;

6. Com tudo homogêneo, coloque a massa numa fôrma (eu uso de silicone porque é outra vida para desenformar e lavar depois) mas se você usa as fôrmas tradicionais não esqueça de untar e enfarinhar antes de colocar a massa, leve ao forno médio (180ºC ~ 200ºC) por 30 minutos ou até que esteja assado por dentro (faça o teste do palito!).

Prontinho!
Eu não fiz calda porque o David adora bolo, ele come (e muito!), já há açúcar mais que suficiente nessa receita! Mas caso você queira, segue a receita da calda:

Ingredientes

1 xícara de água
1 maçã sem casca e em pedaços;
3 colheres de sopa de açúcar mascavo;
2 colheres de sopa de coco fresco ralado

Preparando...

1. Numa panela coloque a água para ferver, acrescente os pedaços de maçã (sem casca) e o coco ralado. Deixe cozinhar até os pedaços da maçã ficarem bem macios;

2. Acrescente o açúcar mascavo e mexa até virar uma calda não muito espessa (lembre-se que o açúcar endurece quando esfria);

3. Faça furinhos no bolo com um palito de churrasco ou um garfo, derrame a calda e sirva quente com uma bola de sorvete de baunilha ou frio com uma xícara de chá ou café!

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Bolo sem Farinha da Dona Nair

Olá!


Hoje trago para vocês uma receita que é mais do que comida de conforto, é receita de avó, da minha avó, Dona Nair!

Sabe aquele bolo macio, quase um pudim, que deixa um cheirinho maravilhoso de chocolate pela casa toda quando está assando... é esse mesmo!

Olha a receita:

Bolo sem Farinha de Chocolate
da minha avó Nair!!!
Ingredientes
6 ovos
3 colheres de sopa de Cacau em pó
2 colheres de sopa de manteiga
5 colheres de sopa de açúcar mascavo
100gr de coco fresco ralado
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Preparando...


1. Bata os ovos com a manteiga, o cacau e o coco ralado no liquidificador e depois o açúcar com ele ligado, pelo buraco da tampa exceto o fermento, que deve ser adicionado por último e apenas uma "mexida leve" no modo pulsar.


2. Untar uma forma com manteiga e cacau em pó (eu usei óleo em spray apenas para o cacau em pó aderir porque minha forma é de silicone e não precisa untar normalmente), despejar o bolo e levar ao forno médio (180ºC) até fazer o teste do palito e sair limpo.
Quando pronto, olha que delícia que é por dentro...

Mas se para você delícia pouca é bobagem, se você gosta de calda (eu não usei porque o bolo em si já contém açúcar mais que suficiente para o David - 2 anos e 3 meses - comer) a minha avó liberou a "calda secreta" (com adaptações) dela:

Cobertura (opcional)

350ml de Creme de leite fresco
1 colher de sopa de cacau em pó
4 colheres de sopa de açúcar mascavo

Preparo

1. Coloque todos os ingredientes numa panela em fogo baixo e vá mexendo até engrossar ao ponto desejado;
2. Faça furos no bolo (com um palito de churrasco, um garfo, o que você tiver à mão) e despeje a calda;
3. Sirva!

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Noite do fast food só que não (cachorro quente com carne moída e hamburger de quinoa)

Olá!


Hoje trouxe para vocês o que fiz de jantar ontem a noite aqui em casa. Marido estava há dias falando que estava com saudade de comer cachorro quente, eu também andava chorosa de vontade de comer um hamburger... aí não teve jeito: vamos para a cozinha!

Saíram maravilhosos Cachorro quente de carne moída e Hamburguer de Quinua!!!!

Primeiro o mais simples:
Cachorro quente de carne moída


Ingredientes

1 pão de leite com gergelim 
Usei esse:
(Bread Rolls Long Sesame)
1 colher de sopa de maionese caseira
3 colheres de sopa de molho bolonhesa
Batata frita picada grosseiramente a gosto ou batata palha

Vamos ao preparo da Maionese Caseira
Fonte: Sabores do Chef adaptada

Ingredientes

50gr de creme de queijo
1 colher de café de suco de limão
2 dentes de alho esmagados ou espremidos
(marido gosta do sabor bem acentuado do alho, se você não gostar, coloque apenas 1 dente de alho)
Azeite de oliva até dar a cremosidade desejada
Sal a gosto

Modo de preparo

1. Coloque todos os ingredientes no liquidificador e misture até obter uma pasta homogênea;
2. Com o liquidificador ligado, vá derramando um fio de azeite até ficar cremoso na textura que for do seu agrado;
3. Pronto!!!

Agora como eu fiz o Molho Bolonhesa
Fonte: Cybercook


Ingredientes

(as medidas que vou passar são do que eu fiz, meia receita)


250 gr de carne moída
500ml de tomate sem peles batidos no liquidificador grosseiramente
Sal a gosto
Pitada de açúcar
Orégano a gosto
Manjericão a gosto (eu amo!)
Pimenta do reino moída na hora a gosto
1/2 cebola picada bem pequeno
3 dentes de alho espremidos
Azeite para refogar

Para o preparo tem um vídeo muito bom deles, olha só:


Já a batata (sim, eu poderia ter feito no forno, mas deixei a preguiça ganhar)
Usei essa aqui:

Dos males o menor, além de ser orgânica, olha os ingredientes:
Batata, óleo de girassol e sal marinho
Comprei aqui

Como aqui não tem batata palha à venda normalmente nos supermercados (é preciso ir em lojas específicas de produtos brasileiros), compro esse tipo aí, amasso o pacote até as batatas ficarem em pedacinhos bem pequenos e voilà!


Todos os ingredientes prontos, a mise en place acertada, é só partir pra montagem:

1. Corte o pão mas não separe as duas metades;
2. Coloque o molho bolonhesa;
3. Acrescente a maionese caseira;
4. Salpique a batata palha a seu gosto e sirva!



Agora o super especial da noite:
Hamburger de Quinua


Ingredientes

2 fatias de pão integral de hamburger
(eu não tinha então foi pão fatiado multigrãos)
1 folha larga de alface
1 colher de sopa de tomates picados em cubos
3 fatias de queijo feta
(pode usar queijo minas frescal que também deve ficar bom)
1 colher de sobremesa de maionese caseira

Vamos ao preparo do Hamburger de Quinoa

Ingredientes

300 gr de quinoa cozida
1 batata cozida
½ cebola
Salsinha a gosto
Sal a gosto

No próprio site tem um vídeo com o modo de preparo, mas é bem simples.

1. Misture a batata com a quinoa até dar ponto de massa
2. Acrescente os outros ingredientes (cebola, salsinha e sal) um a um e misture bem a massa antes de colocar o próximo item;
3. Quando estiver tudo unido e homogêneo, modele os hamburgers com um aro, uma tampa ou com as mãos mesmo (como eu fiz);
4. Numa grelha ou frigideira antiaderente (eu não usei nada de óleo ou manteiga) doure os hamburguers;
5. Monte os sanduiches: pão, maionese, alface, hamburger, tomate, queijo e a outra fatia de pão!

Para cozinhar a quinoa (é muito parecido com o cozimento do arroz) segue o vídeo abaixo (está em inglês, mas quem não sabe não tem problema, dá para entender tranqüilo):


Ambas receitas podem ser dadas a crianças a partir dos 10 meses (picando bem pequeno e retirando o queijo do hamburger).

Bons lanches rápidos e saudáveis! 

Por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Pão de queijo de sanduicheira

Olá!


Hoje vim compartilhar uma delícia que nasceu de uma vontade de comer alguma coisa gostosa e aquela típica preguiça de final de semana...

Pão de Queijo de Sanduicheira!


Pois é, foi assim mesmo: domingo de manhã, sono, papai e filhinho brincando... e a mamãe aqui com aquela vontade de ficar mais um tempo na cama... Levantei rapidinho e preparei esses aí. Quer um lanchinho rápido, fácil e muito gostoso aí na sua casa? Olha o passo-a-passo:

Ingredientes:

1 copo de leite (qualquer tipo)
4 ovos (bem pequenos)
Se os seus ovos não forem bem pequenos como os meus (orgânicos), use 2 ou 3 ovos
2 copos de polvilho azedo
1 copo de queijo parmesão (de preferência ralado na hora)
2 colheres de sopa de creme de queijo
Sal a gosto

Preparando...

1. Coloque todos os ingredientes na ordem da receita acima no liquidificador e bata entre colocar um ingrediente e outro;



Fica assim, está pronto!

2. Se a sua sanduicheira for das mais baratas como a minha e como a receita não vai óleo ou manteiga (além dos queijos), recomendo untá-la com um pouquinho de azeite ou manteiga;

3. Derrame um pouco da massa (bem pouco mesmo porque cresce muito, muito, muito!) e acrescente o que mais gostar (pode não colocar mais nada que também fica ótimo). Eu coloquei orégano desidratado (olha a preguiça de ir até a horta lá fora...), depois é só fechar a sanduicheira e esperar!

Aqui foram quase 10 min esperando (e espiando rapidamente, claro) até ficar no ponto que gostamos aqui em casa, mais crocante, leve e moreno.

Peço que quando for fazer essa receita desapegue daquela idéia de comer o típico, genuíno pão de queijo mineiro. Não apenas porque não sou mineira, nem nunca estive em Minas Gerais, mas porque não fica igual.
Mas se você quer uma alternativa muito boa para o café da manhã ou lanche da tarde, leve e sem gluten corra já para a cozinha!

Receita recomendada para maiores de 12 meses por causa do leite e derivados.

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Brincando de homeschooling

Olá!

Hoje eu vim compartilhar com vocês momentos muito divertidos que passamos o David, eu e o papai (quando ele não está trabalhando). O momento do homeschooling (ou educação escolar em casa, segundo google translator). Não acredito que eu esteja aqui para ensinar muita coisa para o meu filho, mas para dar e criar oportunidades para que ele aprenda através da própria curiosidade que todos nós temos, mas respeitando o tempo dele, as limitações e aptidões dele.


Como não tenho muito conhecimento pedagógico (a graduação de letras não me ajudou muito no sentido de trabalhos mais lúdicos com crianças da idade do David - mas é sem dúvida o curso que mais amei fazer), por isso tenho estudado "por conta própria", através de sites, livros e grupos de homeschooling no facebook, tenho obtido resultados muito bons, vejo meu filho se divertindo muito nas atividades e depois utilizando o que fizemos em outros momentos.

Esta manhã trabalhamos noção de espaço, começo e fim, coordenação motora fina e cores (tanto em português quanto em inglês). O desenho base consistia em traçar uma linha entre a boca da minhoca e a cauda (noção de continuidade, começo e fim):

 
Eu coloquei o papel sobre a mesa e a sacolinha de giz de cera ao lado e perguntei: "como fazer para entrar pela boca da minhoca e chegar até a estrelinha?" E fiz o traçado com o meu dedo apenas uma vez. Ele pegou o giz de cera, fez e refez várias vezes o caminho.

Na foto o David trocando de cores do giz de cera, mantendo-os organizados, achei muito bonitinho, principalmente porque não falamos nada sobre isso, sobre onde deveriam ficar. Ele mesmo foi tirando da sacola e colocando nos buraquinhos da mesa!

Toda a atividade aconteceu entre muitas risadas, riscos bem longe do papel e rabiscos por todos os lados. Acho importante deixá-lo experimentar: o que acontece se misturar amarelo com laranja? E se pintar o olho da minhoquinha de azul?
Ele estava totalmente livre para explorar toda a brincadeira, não apenas o desenho da "minhoca" em si, mas atrás do papel, usando as duas mãos...


Troca de lápis, troca de mãos... 


Acho que ficamos brincando nessa atividade por 1 hora, 1 hora e meia, não passou disso, foi o tempo que ele se divertiu até pedir o "papá, mamãe". Pouco tempo para as 24hs do dia e quase nada para ajudar o seu filho a descobrir novas habilidades. Sem contar na felicidade que esses momentos trazem, no vínculo, na parceria entre pais e filhos que só aumentam. Recomendo muito!


Em alguns momentos ele parava, observava... e dizia "No, mamãe. Tudo toto (torto). E agoia (agora)?" Eu dizia "Faz de novo, filho. Uma hora fica do jeito que você quer."  

Aqui o detalhe do David desenhando, a forma com que pega o giz de cera. Ele não conseguia segurar desse jeito, hoje pude ver que a coordenação motora fina, o movimento de pinça melhorou muito, que vale a pena estimular brincando para a criança se desenvolver no tempo dela, sem pressões ou comparações (como muito já vi por aí).

E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Cachecol em Crochê, ponto X: leve, fofinho e muito quentinho!

Olá!

Quem "folheia" um pouco o blog, vê que não apenas de comida (apesar de ser a maioria do tempo) vive-se a vida de papai e a mamãe!

Hoje vim compartilhar com vocês um trabalho que adorei o resultado, usei um fio que não conhecia, comprei pela internet de uma loja dos Estados Unidos, a Little Knits e o resultado foi esse aqui:

Mole, mole, fácil, fácil, piece of cake.

O fio que usei foi o Panda Silk DK Solid, a cor Meadow Violet (6015) um fio tuuuuuuuudo de bom de se trabalhar e uma delícia de usar já que é composto de 52% bambú (que dá caimento), 43% lã merino superlavável (que não faz bolinha) e 5% de fio de seda penteado (dá leveza, maciez e esse leve brilho que dá um toque especial à peça). A "cara" dele é essa aqui:


O cachecol foi tecido em "ponto x", ponto bem gostoso de trabalhar, daqueles que a gente faz tranqüila, lendo um livro, ouvindo uma boa música, desejando o melhor para a pessoa que vai usar, sabe como? Quer saber como fazer? Achei um vídeo super bem explicado de como fazer, até para quem não tem muita prática no crochê pode se deliciar com um cachecol, manta, blusa... o ponto é bem versátil, só pegar a agulha e deixar a imaginação falar!


E por hoje é isso!

Abraço,

Dani

Ohhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!