quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Almoço de hoje: Macarrão Bifum à Bolonhesa

Olá!

Vim falar do almoço de hoje, uma opção bacana para quem quer sair um pouquinho do "feijão com arroz" de todos os dias, que fiz pro David (ele tem 1 ano e 3 meses) mas pode ser servido a partir dos 8 meses tranqüilo, apenas deixe os "fios" de macarrão menores pra facilitar a mastigação do bebê, principalmente se os dentinhos ainda não apareceram.

Bom, vamos ao prato!

Macarrão Bifum à Bolonhesa


A receita:

Para imprimir: clíque na imagem para ampliar, botão direito do mouse, 'salvar imagem como', salve em seu computador, abra a imagem e ctrl + p

O Passo a Passo:

Molho Bolonhesa

(clique na imagem para ampliar)

Macarrão Bifum

(clique na imagem para ampliar)

Os números nas imagens correspondem as instruções da receita.
O macarrão bifum pode ser servido para os menores de 1 ano de idade por que não é feito de trigo, mas de arroz, então não tem glútem.

Para os bebês de 8, 9 meses, sugiro moer a carne duas vezes (pedir pro açougueiro ou em casa) para ficar bem pequeno e facilitar a mastigação.

Notem que não usei sal em momento algum da receita, até 1 ano acho totalmente desnecessário e a partir desta idade só quando o gosto do alimento for muito suave, já que o sal tem essa função, de 'realçar' o sabor. Mas a carne fritei em óleo de coco e combinando com o tomate fica muito gostoso, faz aí e me conta!

Bom, por hoje é isso.

Abração,

Dani

Ahhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!

domingo, 8 de setembro de 2013

Cobertor, Colcha, Cobre-Leito, Pseudo Manta de Crochê

Olá!

Não tenho postado muito porque não ando muito bem, essa ausência do marido após quase 9 anos de união tem me maltratado um pouco (muito). Sim, eu sou apaixonada por ele, pela família que estamos construindo.

Bom, uma coisa que tem me feito muito bem em todo esse processo são os meus trabalhos de crochê e hoje eu vim falar de um em específico, que tive um prazer impar em fazer: a Manta do Rudá.
 Na verdade, não posso chamar de manta nem de ser do Rudá. Explico o porquê: 

* Ela mede 1,30 x 1,65mts (mantas não medem isso, mas cobertores, cobre-leitos, cobre-berços, qualquer coisa, menos uma manta);
* Ela é tão grande, colorida e fofa que só um bebezinho se sentiria solitário... entáo é da família inteira: Nitiananda, Raul, Beatriz e, claro, Rudá!

Espero que esteja do agrado de vocês, fiz com muito carinho, que apesar do tempo que passe e da distância, sempre possam sentir todos os bons sentimentos que coloquei em cada ponto que teci.

Para quem quiser fazer a sua própria "manta", os detalhes:

* Utilizei o fio Kilikya, uma lã turca muito macia, uma delícia de usar e de trabalhar, recomendo muito. Aqui ó:


A foto bonitinha do fabricante é assim:
Quantos desses? Esse tanto aqui ó:


Tecida 100% em crochet, os pontos que usei foram ponto alto, ponto alto relevo direito, ponto baixo (bico de acabamento) e ponto peruano (muito bom de fazer). Aliás, há uma professora no youtube, a Ivy, que ensina muito bem a fazer essa técnica, gosto muito, os vídeos dela são esses aqui:



A página dela é a Crochê e Tricô.

Bom, por hoje é isso.

Abração,

Dani

Ahhh, se você gostou do post, recomende com g+1 (aqui embaixo), compartilhe no seu facebook e twitter! Eu fico imensamente agradecida!